Chato eu? Eles que não entendem de CRM.

7 11 2009

Sim. É uma campanha de um homem só, sem nenhuma influência virtual. Sem forças para lutar contras as “grandes corporações”. Mas farei a minha parte, do boca-a-boca, do “cliente insatisfeito que fala para 20 pessoas”.

O ordenamento juridicou inovou em 1990/1991 com o Código de Defesa do Consumidor (Lei 8078/90), que protegeria a parte mais fraca na relação de consumo. Estabelecendo um dividor de águas nas relações de consumo no Brasil, institutos e iniciativas pioneiras em todo o mundo.  Mas moderno demais para muitas empresas, que ainda insistem em ignorá-lo e acabam cedendo cumprindo sua obrigação apenas no Judiciário. Acontece que apenas 20% das pessoas lesadas buscam seus direitos até o fim, ou sejam, tem a paciência de constituir um advogado, aguardar a data da audiência, perder uma manhã ou tarde de trabalho, para no fim ter o seu direito realizado.

Eu como “chato” que sou, estou apenas fazendo a minha parte no que tange o princípio da “Boa-Fé Objetiva“, ou seja, esperando o dia 16/11 como prometido pela Sra. Elaine da HTC, para ter o meu aparelho em mãos e resolvido. Caso isso não ocorra (anotem aí, o mais provável), darei o OK para o advogado da família dar entrada na Petição Inicial já redigida e pronta para ser distribuída.

Por falar em chato. 😀 Olha eu enchendo o saco da HTC:

Screenshot-01

Screenshot-02

HTC Brasil, não vou parar de lhe encher o saco. De verdade.

O Google vai indexar, eu vou divulgar, todos saberão um dia de como você presta seus serviços. SIM, virou pessoal!

Anúncios