Felicidade… Icso non ecziste!

9 10 2009

O que é felicidade?76314612

Acepções
■ substantivo feminino
1 qualidade ou estado de feliz; estado de uma consciência plenamente satisfeita; satisfação, contentamento, bem-estar
2 boa fortuna; sorte
Ex.: para sua f., o ônibus atrasou, e ele pôde viajar
3 bom êxito; acerto, sucesso
Ex.: f. na escolha de uma profissão

Fonte: Dicionário Houaiss

Pois é, extremamente subjetivo como se pode perceber pela definição do dicionário.

Vivemos nossa caminhada buscando isso, algo subjetivo, eivado de valores íntimos do real sentido de FELICIDADE.

Nos meus “vinte e poucos anos” aprendi a realmente deixar de buscar esse valor tão carente de definição objetiva. Parei de seguir o senso comum e dizer “quero ser feliz”.

Hoje acredito apenas, que felicidade é uma sensação, um estado de perfeita harmonia. Harmonia é o gancho que eu acredito estar ligado à questão da felicidade.

Por exemplo:

Você está bem no seu emprego, pois ganha bem, faz o que gosta, tem perspectivas de crescimento profissional (não estou falando de crescer necessariamente dentro da organização). Logo está satisfeito e na zona de conforto.

Possui amigos para se relacionar, confiar e ser lembrado. Cúmplices, Importantes, Experientes. Logo está tranquilo em relação ao seu apoio social.

Consegue conciliar bem sua grana com necessidades e vontades. Logo está satisfeito com a sua independência.

Possui uma companheira(o) ideal. Que atenda suas expectativas de relacionamento maduro, equilibrado.

Será que com esses itens já não se poderia afirmar que está feliz?

Agora imagine que algum desses itens venha a ruir. Um desemprego inesperado. Uma companheira(o) que se vai. Você não tenderia a achar que tudo vai errado? Acabamos por generalizar e questionar tudo, até mesmo criticando demais a nossas ações ou reações passadas.

Com meus vinte e poucos anos, aprendi que realmente a Felicidade mais me soa como um estado de sentimento, harmonia, do que propriamente essa “coisa” que alguns vivem buscando sem tentar materializar. Apenas repetindo e repetindo como um mantra, sem ter forma, método, plano.

Por isso. Resolvi racionalizar um pouco, sem prejudicar o emocional, afinal sou humano. E penso que a Pirâmide de Maslow é o que melhor traduz essa questão de harmonização, equilíbrio para mim. Podendo alcançar a satisfação e completude que o “estado feliz” dizem oferecer.

Não vou ignorar as outras perspectivas de felicidade que estão mais relacionadas à questão de justificação pela fé, do que pelo sentimento palatável de felicidade como construção cultural. Há muitos indivíduos que acreditam piamente que a justificação de sua própria existência com um sentido ideológico pode saciar, ou melhor, sobrepor todos os exemplos citados por mim, e imaginado por outros como felicidade, tão somente pela fé. Não quero entrar na seara da discussão religiosa por motivos óbvios.

Nota: Esse texto foi vazado mentalmente algumas muitas vezes como insights de minha cabeça hiperativa. Portanto não necessariamente precisa fazer algum sentido. 😀

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: